Caixagest Energias Renováveis tem o melhor desempenho a um ano na categoria de fundos de energia


A um ano, o Caixagest Energias Renováveis, cujo objectivo é proporcionar aos participantes o acesso a uma carteira diversificada, de activos associados, directamente e indirectamente, às energias renováveis, qualidade do ambiente e activos “carbon” tem a rendibilidade menos negativa da categoria, -2,115%, segundo dados da Morningstar, de 30 de Junho. Os outros dois fundos portugueses disponíveis Montepio Euro Energy e New Energy viram as suas rendibilidades mais penalizadas, sendo a primeira de -17,514% e a segunda de -42,221%.

Num horizonte de curto prazo, a um mês, estes fundos têm um desempenho positivo sendo que o Caixagest Energias Renováveis está com uma rendibilidade de 0,215%, o Montepio Euro Energy de 2,061% e o New Energy, gerido pela MCO2, com uma rendibilidade de 0,472%.

Estes fundos, cuja política de investimento se centra na lógica de obtenção de rendibilidades independentemente da evolução dos principais mercados financeiros, são fundos de risco alto e representam uma aposta na diversificação por parte das sociedades gestoras.

Quanto ao volume sob gestão, a 30 de Junho, o Caixagest Energias Renováveis apresentava um valor de 23,5 milhões de euros enquanto o Montepio Euro Energy geria 7,8 milhões de euros, segundo a Morningstar, que não dispõe destes dados em relação ao New Energy.

Pela Morningstar, apenas o fundo gerido pela Caixagest tem um rating cinco estrelas contra a avaliação, duas estrelas atribuídas aos outros dois fundos.

Lo más leído