Tags: Latam |

Investidores brasileiros continua a apostar nos produtos reforma


Segundo Luis Soares, CIO da Besaf, "a captação negativa em Março é em função da forte elevação da curva de juros no primeiro trimestre. O mercado se preparou para a alta de juros, que acabou sendo menor do que o esperado. Os fundos de renda fixa tem uma categoria que se chama IMA-B, que são todos os títulos emitidos pelo Tesouro Nacional com correção pelo IPCA. Este benchmark tem 'duration' aproximada de oito anos, com títulos de vencimento até 2050. Muito longos, portanto", conclui.

Por outro lado, a categoria dos fundos de previdência tem sido alvo do interesse dos investidores brasileiros, porque "possuem tributação diferenciada, incidindo só no final do plano, que é no longo prazo (+ de 10 anos) e podem capitalizar de forma mais eficiente. Além da oferta dos gestores estar mais agressiva (garante AUM por longo prazo), pode guardar relação com o artigo que te escrevi no fim do ano, sobre os brasileiros começarem a poupar mais", explicou o CIO da Besaf.

Por ultimo e ainda fazendo referencia aos fundos de renda fixa, Luis Soares explica que "no ano passado estes tiveram excepcional desempenho e neste ano, após a elevação da curva, tiveram desempenho muito sofrível. Alguns tinham queda de 5% no ano ao final do trimestre. Em função disto, houve resgates ao longo do trimestre, não só em Março – que foi o ponto nevrálgico", acrescenta.

Lo más leído

Próximos eventos