Tags: Latam |

Aumento da procura de matérias-primas favorece fundos que investem na América Latina


Segundo dados da consultora EPFR, os fundos de acções Brasil registam a décima quarta semana mais alta na entrada de capital, desde Setembro, apesar dos recentes dados divulgados pelo Banco Central do Brasil que apontam para uma taxa de inflação superior à do crescimento do PIB. Segundo os analistas desta consultora, a procura de matérias-primas pela China e EUA está na origem do maior apetite dos investidores por risco e por fundos que investem em América Latina e, especificamente, Brasil.

Durante a semana terminada na quarta-feira, dia 23, os fundos de acções atraíram 5,65 mil milhões de dólares, sendo que aproximadamente quatro mil milhões de dólares foram destinados a fundos de mercados emergentes. Nos mercados desenvolvidos os investidores do retalho investiram em fundos de acções pela terceira semana consecutiva.

Trata-se da primeira vez que isto se verifica desde Fevereiro de 2011, embora os fluxos de investidores institucionais continuem fracos devido às projecções em baixa do Fundo Monetário Internacional para a economia global, afirma a EPFR.

Apesar disso, os fundos de acções de mercados desenvolvidos conseguiram atrair 1,6 mil milhões de dólares e marcam um grande início de ano, referem os analistas da consultora EPFR.

Lo más leído

Próximos eventos